Revista Econômica do Nordeste especial apresenta desafios da agricultura familiar

9

Criada em 1969, a REN reúne ideias e reflexões sobre soluções para os desafios da Região Nordeste

Agência do BNB no Piauí

Agência do BNB no PiauíFoto: Reprodução

 

O Banco do Nordeste promove nesta quinta-feira, 11, a partir das 9 horas, o Seminário de lançamento do Suplemento Especial REN 2020: Agricultura Familiar no Nordeste: olhares a partir do censo agropecuário 2017. O evento, on-line, terá como ponto alto o lançamento da Revista Econômica do Nordeste e pode ser acompanhado no canal do BNB no Youtube (www.youtube.com/bancodonordesteoficial).

Criada em 1969, a REN reúne ideias e reflexões sobre soluções para os desafios da Região Nordeste, registrando, ao longo de 51 anos, contribuições de renomados pesquisadores e especialistas em desenvolvimento regional do Brasil e do exterior.

O volume 51 da REN é uma edição virtual de onze artigos que abordam a importância, os problemas e os desafios da agricultura familiar nordestina no final da segunda década do século XXI. A publicação reúne pesquisadores de cada Estado da Região. A revista já está disponível e pode ser conferida em www.bnb.gov.br/revista/index.php/ren/index.

A agricultura familiar, objeto central desta edição da REN, concentra aproximadamente metade dos 3,9 milhões de estabelecimentos familiares no Nordeste e tem se tornado tema relevante nas últimas décadas, sobretudo após o lançamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), em 1996.

Seminário

Além da apresentação do Suplemento Especial da REN e da sua trajetória cinquentenária, o Seminário debaterá as principais ações do Banco do Nordeste relativas à agricultura familiar, a conjuntura e os desafios do segmento para novo desenvolvimento regional.

Entre os palestrantes, destacam-se os professores e economistas Tânia Bacelar Araújo, da Consultoria Econômica e Planejamento (Ceplan), Joacir Rufino de Aquino, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Arilson da Silva Favareto, pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), e Eugênio Peixoto, secretário executivo do Fórum de Gestores da Agricultura Familiar do Nordeste.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome