Salário mínimo será R$ 1.412,00 a partir de janeiro

29

É incontestável a importância do salário mínimo para a economia no país, especialmente com o retorno, no governo Lula, da política de valorização, extinta nos últimos anos. A partir de janeiro, o piso nacional pago aos trabalhadores – hoje em R$ 1.320,00 – será R$ 1.412,00. Alta de 6,97% em relação ao mínimo deste ano e que indica novo ganho real (acima da inflação).

É incontestável a importância do salário mínimo para a economia no país, especialmente com o retorno, no governo Lula, da política de valorização, extinta nos últimos anos. A partir de janeiro, o piso nacional pago aos trabalhadores – hoje em R$ 1.320,00 – será R$ 1.412,00. Alta de 6,97% em relação ao mínimo deste ano e que indica novo ganho real (acima da inflação).

O salário mínimo vai colaborar para tirar o Brasil do Mapa da Fome e estimular o processo de distribuição de renda. De acordo com a Lei 14.663, que restabeleceu a política de valorização do mínimo, é estabelecido reajuste com base na inflação do ano anterior e o PIB de dois anos antes. Pelo orçamento enviado ao Congresso Nacional estava previsto R$ 1.421,00, mas incluía projeção de inflação maior.

A expectativa do ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, é que a economia do país deve crescer em torno de 3% neste ano, bem acima do que se previa quando o governo tomou posse. Ainda espera que o novo mínimo influencie no processo de crescimento da massa salarial, nas negociações salariais. Segundo ele, se as medidas da política de valorização do piso não tivessem sido interrompidas, o salário iria para R$ 1.492,00.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome