SBBA vai ao superintendente do BNB

218


Os impactos da reestruturação nas agências do BNB, sobretudo, nas unidades de Juazeiro, Vitória da Conquista e Feira de Santana, foram objeto de discussão, durante reunião, na manhã desta quinta-feira (28/12), entre o Sindicato dos Bancários da Bahia, a Federação da Bahia e Sergipe e o novo superintendente do banco na Bahia, José Gomes da Costa.


 


 


A reestruturação altera as rotinas da instituição financeira e dos funcionários, que vivem um futuro de incertezas com possibilidades de perda de comissão e realocação.  


 


 


O Sindicato também levou à mesa o problema recorrente do prédio do BNB do Comércio, que sofre com problemas de infraestrutura. O edifício tem 11 andares e é muito antigo. A situação coloca em risco a saúde e a vida dos trabalhadores. 


 


 


O prédio não possui requisitos mínimos de segurança para evitar acidentes. Por duas vezes, o elevador despencou. O risco de incêndio é iminente, inclusive, em outubro de 2017, houve uma ocorrência. As chamas surgiram no condicionador de ar do primeiro andar. O SBBA já ingressou com ação na Justiça para assegurar a vida dos funcionários.  


 


 


O superintendente José Gomes da Costa se comprometeu a levar o assunto junto à matriz para buscar uma solução, visto que o Sindicato denuncia os riscos há anos. 


 


 


Durante a reunião, o Sindicato também reafirmou a defesa da instituição, que está ameaçada com a possibilidade de ataques ao FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste), que podem penalizar, principalmente, os pequenos produtores rurais e as microempresas.


 


Outra cobrança do Sindicato foi a necessidade de contratação de novos funcionários para reduzir a sobrecarga de trabalho. A entidade move uma ação na Justiça pela convocação dos aprovados no último concurso. 


 


 


Presente na reunião, o presidente do SBBA, Augusto Vasconcelos, salientou que a entidade, ao longo de todo o ano, colocou com muita ênfase a importância do BNB para o desenvolvimento regional e denunciou o desmonte do banco. “Estivemos na Câmara Federal, na Assembleia Legislativa da Bahia e nas Câmaras de Vereadores para lutar contra o sucateamento e o fim do papel social do banco público”. 


 


 


Participaram também da reunião a diretora do Sindicato, Jeane Pereira, o presidente eleito da Feeb Hermelino Neto e o diretor  Waldenir Britto, além do diretor da AFBNB, Antonio Galindo.


Source: SAIU NA IMPRENSA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome