Trabalhadores do BNB, em Brasília, discutem desenvolvimento regional

138

Discutir a necessidade de uma política nacional de desenvolvimento que contemple as especificidades regionais, bem como reiterar o papel dos órgãos regionais de desenvolvimento, a exemplo dos bancos públicos, em específico o Banco do Nordeste (BNB). Este é o objetivo da audiência pública “Uma nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional: o Recorte Regional em discussão” que será realizada logo mais, às 9 horas, no auditório Nereu Ramos, da Câmara dos Deputados, em Brasília.

A audiência, que será realizada pela Comissão de Legislação Participativa (CLP) da Câmara Federal, a partir de uma iniciativa da Associação dos Funcionários do BNB (AFBNB), reunirá trabalhadores do BNB – representantes de base da associação -, além de parlamentares, técnicos e demais interessados na matéria. Como palestrantes foram convidados o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto; o coordenador da bancada do Nordeste na Câmara Federal, deputado Júlio César; o presidente do BNB, Romildo Rolim; o presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, além da diretora-presidente da AFBNB, Rita Josina Feitosa.

Discussão
Essa é a terceira vez que a entidade protagoniza a discussão em torno do desenvolvimento e da “Questão Regional”, em Brasília. A primeira, em 2015, com o seminário “Nordeste, sem ele não há não há solução para o Brasil”; e a segunda, em 2017, com o seminário “Desenvolvimento Regional, Prioridade Nacional”. A inserção decorre da ação permanente que a AFBNB mantém junto às casas legislativas, inclusive na própria capital federal, – centro das decisões políticas do país -, visando ao fortalecimento do BNB e suas fontes de recursos, a exemplo do fundo de financiamento do Nordeste (FNE) e à valorização de seus trabalhadores.

A audiência integra a programação da 56ª Reunião do Conselho de Representantes da AFBNB – fórum semestral que reúne os representantes eleitos na base para representá-los junto à associação. As atividades iniciaram ontem, com discussões internas do BNB, tanto de natureza institucional, quanto de relações de trabalho e de organização, no auditório do Hotel Carlton.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome