Representante do Banco do Nordeste de Chapadinha participa de audiência pública em Brasília

119

Na última terça-feira (17), uma audiência pública convocada pela Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste (Afbnb), foi realizada na Câmara dos Deputados, com o propósito de debater o papel do BNB e a sua consequente importância no desenvolvimento econômico da região nordeste. Houve também discussões a respeito da importância de políticas de financiamento público para a redução nos índices de desigualdades regionais e o fomento ao crescimento proporcional do país. Constavam entre os participantes, os deputados maranhenses, Bira do Pindaré, Zé Carlos e Márcio Jerry, além de Oberdan Galvão, membro do BNB da cidade de Chapadinha, no Maranhão.

WhatsApp Image 2019-09-18 at 10-16-19

Na relação de convidados a palestrar, estava o coordenador da bancada do Nordeste na câmara federal, deputado Júlio César; o presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, além da Diretora-Presidente da AFBNB, Rita Josina Feitosa. Na ausência do ministro de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto e do presidente do BNB, Romildo Rolim, representaram-os, na função institucional, a secretária executivo do ministério, Tatiana Barbosa de Alvarenga e o economista chefe do BNB, Luiz Alberto Esteves.

O deputado do Partido dos Trabalhadores (PT) Nilto Tatto, se pronunciou sobre os avanços ocorridos no nordeste nas últimas décadas e manteve críticas à gestão atual. “Se formos olhar nos últimos 50 anos, temos um período muito curto em que o nordeste foi visto pela diferença que merece ser vista […] O BNB tem um papel fundamental e, hoje, o FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste), que tem um papel importante para o desenvolvimento regional do Nordeste, tem um sério risco: vem tendo os recursos reduzidos e sofre um sério risco de se acabar”, comentou.

WhatsApp Image 2019-09-18 at 10-16-19

Entre os participantes, os deputados maranhenses, Bira do Pindaré, Zé Carlos e Márcio Jerry.

No governo Jair Bolsonaro (PSL), o BNB tem tido atuação discreta. A equipe econômica, demonstrou interesse inicial em reduzir a participação dos bancos de desenvolvimento. Após um quadro de indefinição, por meses, Romildo Rolim retomou sua posição como presidente do banco.

Oberdan Galvão, membro do BNB, comentou com detalhes suas impressões da audiência. “O evento foi bastante produtivo, na minha concepção, porque levou essa preocupação que não é só dos funcionários do banco, mas com todo o público atendido pelo banco. Levou essa preocupação de que os recursos, ao serem retirados, impactem diretamente na forma de promover o desenvolvimento regional […] A expectativa é de que a nossa fala, as nossas propostas e as nossas ideias, colocadas lá, cheguem ao demais deputados do Brasil. Lá também foi firmado o compromisso de que se realizem audiências públicas nos municípios. Pelos menos duzentos (municípios) farão a audiência […] Dos mais diversos municípios, seja os de alto poder econômico – capitais – ou municípios menores”, finalizou.

Galvão ainda comentou as articulações feitas com membros da Câmara Municipal de Chapadinha, para empreender iniciativa similar à audiência, com o intuito aproximar as questões referentes ao BNB às demandas sociais da microrregião do baixo Paranaíba. “A audiência pública está em articulação, para viabilizarmos a audiência, ao final do mês de outubro.”

 

 

 

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome