28 de agosto – Dia do/a bancário/a

65

Os bancários poderiam ter muito o que comemorar neste dia, tanto pela importância do seu trabalho para a economia, quanto pela relevância dos serviços que prestam à sociedade! Mas têm muito mesmo é o que refletir, organizar e lutar… Isto por uma razão simples e óbvia: exploração, pressão, assédio, adoecimento, morte, subtração de direitos e conquistas, sendo esta a lamentável realidade que vivenciam e que veem decorrer em mais um dia que lhes é conferido pelo exercício da profissão.

Enquanto integrante da classe trabalhadora, a categoria não tem o que celebrar, diante da realidade já posta e da presente ameaça de destruição do que lhe sobrou de conquistas (das lutas históricas) sob a forma de “jabutis” colocados pelas mãos do governo Bolsonaro na árvore da medida provisória 1.045.

A referida medida traduz um golpe letal no ordenamento trabalhista do país e consequentemente na vida dos trabalhadores. Apesar do lamento, que expressa um repúdio pela situação, é importante o reconhecimento e o convite à reflexão quanto à necessidade de se organizar e enfrentar os ataques. Parabéns aos bancários e bancárias! Pela data especial e pelas lutas por melhores condições de vida!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome