AFBNB se solidariza com trabalhadores de Barreiras

240


Em mais um ato violento cometido contra trabalhadores, fruto da insegurança bancária e da incapacidade das empresas em garantirem a segurança de seus funcionários, o gerente administrativo do BNB de Barreiras foi sequestrado na noite da última segunda-feira,  16 de maio, e teve a família feita refém. Após a entrega do dinheiro ao grupo, no dia seguinte, o funcionário do banco e seus parentes foram libertados. A Associação se solidariza com o gerente e sua família, bem como aos trabalhadores da referida agência, abalados com o ocorrido.


É oportuno dizer que a insegurança bancária é uma das pautas que acompanha a diretoria da AFBNB em sua agenda institucional tanto com a base, quando há a coleta de informações acerca do tema, quanto com a diretoria do BNB, ao cobrar a instalação de equipamentos que dificultem ou inibam ao máximo a ação de grupos criminosos.


Segundo matéria publicada no site do Sindicato dos Bancários da Bahia, quer acompanha o caso, o BNB estaria acompanhando o caso, prestando auxílio psicológico à vítima do ocorrido, bem como aos demais funcionários do local. Existem, porém, medidas contínuas em prol da segurança dos trabalhadores que precisam ser tomadas e da forma mais urgente possível, sobretudo junto às agências localizadas fora dos grandes centros, mais vulneráveis em situações como essa, até mesmo pela ausência, muitas vezes, de profissionais que possam garantir o apoio psicológico necessário.


Anos atrás, a Bahia foi cenário de outro assalto ao BNB também marcado por grande violência: o assalto à agência de Andaraí, na Chapada Diamantina. Mais recentemente, outras agências do Banco sofreram assaltos ou tentativas, como Presidente Dutra (MA), Mossoró (RN) e Eusébio (CE).


Source: Notícias – 400

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome