Bancários aprovam propostas e assinatura da CCT será nesta sexta-feira

208
1.9.22 aprovacoa acordo 33582

Bancários de todo o país aprovaram a proposta da Fenaban para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria, por dois anos: 2022-2023. Segundo dados da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), 78,37% dos votantes na plataforma por ele desponibilizada disseram sim para o acordo.

Com aprovação, a CCT e os acordos específicos da Caixa e do Banco do Brasil serão assinados pelas federações e sindicatos de todo o país nesta sexta-feira (2), em São Paulo.

Conquistada após intensas negociações com os bancos, a CCT prevê para este ano, reajuste de 8% nos salários, aumento de 10% nos vales alimentação (VA) e refeição (VR), além de um adicional de R$ 1.000,00 em vale alimentação, a ser creditado até outubro de 2022. A proposta também prevê reajuste de 13% para o teto da parcela adicional da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) neste ano e, para 2023, aumento real de 0,5% (INPC + 0,5%) para salários, PLR, VA/VR e demais cláusulas econômicas. A nova CCT também traz avanços com uma cláusula sobre teletrabalho e também sobre assédio sexual e assédio moral (leia mais sobre o acordo).

Caixa

O novo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) dos empregados da Caixa foi aprovado nesta quinta-feira (1º) por 62,76% dos votantes das assembleias realizadas em todo país pela plataforma de votação eletrônica disponibilizada pela Contraf.

O acordo prevê a manutenção de todos os direitos e traz avanços importantes, como o acordo de teletrabalho e a criação do Grupo de Trabalho de condições de trabalho.

Banco do Brasil

No Banco do Brasil, o novo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) foi aprovado por 61,21% dos votos, em assembleias realizadas em todo o país. Além de manter direitos, o novo ACT também obteve avanços aos bancários, sendo a principal delas a revisão da tabela PIP, da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), que impactará em mais recursos à aposentadoria dos trabalhadores do BB.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome