Bancários decidem no dia 25/04 sobre a Greve Geral

219


Categoria deliberará em assembleias sobre a participação na Greve Geral do dia 28 de abril contra ataques de Temer


O SEEB-MA convoca os bancários maranhenses para a assembleia geral, que será realizada na terça-feira (25/04), às 18h, simultaneamente em São Luís (na sede do Sindicato, na Rua do Sol, nº 413/417, Centro); em Imperatriz (na sede da Regional, na Rua Maranhão, nº 444, Centro); em Caxias (na Academia Caxiense de Letras, na Rua Primeiro de Agosto, nº 737, Centro); e em Balsas (na AABB, na Rua Rua Isaac Martins). 


 


O objetivo é deliberar sobre a participação da categoria na greve geral, que ocorrerá no próximo dia 28 de abril, em todo o país, contra as medidas nefastas do Governo Temer, como a terceirização sem limites e as reformas da Previdência e trabalhista, que visam acabar com a aposentadoria e os direitos dos trabalhadores brasileiros. Bancário: participe da greve. Por nenhum direito a menos, vamos à luta! 


 


 


Por que aderir à greve geral?


 


No dia 28 de abril, todos os cidadãos brasileiros devem unir forças contra os ataques do Governo Temer, como a reforma da previdência, a reforma trabalhista e a terceirização total.


 


Com a Reforma da Previdência:


 


• Homens só se aposentarão com 65 e mulheres com 62 anos de idade + 25 anos de contribuição;


• No Maranhão, isso é praticamente impossível, pois a expectativa de vida é de 70 anos;


• Além disso, para ter acesso à aposentadoria integral será preciso contribuir por 40 anos.


• As mulheres serão as mais prejudicadas com a mudança, pois a maioria tem dupla jornada.


 


Com a Reforma Trabalhista:


 


• O Governo Temer quer que o acordo entre patrão e empregado valha mais do que a lei;


• Quer, também, regularizar a jornada de 12h diárias e acabar com a incorporação após 10 anos;


• E, para piorar, quer diminuir o intervalo para almoço de 1h para míseros 30 minutos.


 


Com a Terceirização sem limites:


 


• O Governo agradou os empresários e deu o tiro de misericórdia nos trabalhadores;


• Terceirização significa salário menor, jornada maior, mais acidentes e mortes no trabalho;


• Terceirização significa, sobretudo, acabar com direitos conquistados com muita luta.


 


Por isso, no dia 28 de abril, por nenhum direito a menos, precisamos parar o Brasil!


Source: SAIU NA IMPRENSA – 500

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome