Campanha da AFBNB pelo voto “não” e em defesa da CAMED

79

Desde o primeiro momento da divulgação da Resolução 23 da CGPAR, a AFBNB vem acompanhando a medida e alertando para os riscos de sua implementação. Em junho, os efeitos da Resolução bateram à porta dos trabalhadores do Banco do Nordeste do Brasil e de sua caixa médica, a CAMED, na forma de votação para alteração de um único ponto no Estatuto: a retirada do BNB da qualidade de mantenedor da caixa médica.

Ocorre que tal mudança, se aprovada pelo corpo dos associados na votação dos dias 25 e 26 de agosto, poderá ter um grande impacto a médio/longo prazo, já que o papel do mantenedor (de acordo com o estatudo, “Pessoa jurídica de direito privado que garante os riscos decorrentes da operação da CAMED e da insolvência de sua administração”) é bem mais amplo que o do patrocinador (“Instituições públicas ou privadas que participam, total ou parcialmente, do custeio da operadora de plano de saúde e de outras despesas relativas à sua execução e administração”).

A AFBNB, desde o primeiro momento, vem produzindo textos (veja todos aqui), programas Nossa Voz, campanha nas redes sociais – facebook e instagram (@afbnb) e divulgado amplamente informações visando sensibilizar os beneficiários da CAMED quanto à importância de participarem da votação e votarem NÃO à alteração proposta.

Confira algumas peças produzidas e nos ajude na divulgação:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome