Campanha Salarial: Sindicatos do MA e RN entregam minuta alternativa ao BNB. AFBNB participa do encontro e cobra atenção às demandas específicas

259



 


Na manhã dessa terça-feira (21) a AFBNB participou de uma reunião com o BNB, a convite do Sindicato dos Bancários do Maranhão, que solicitou a agenda. Além do próprio sindicato do Maranhão, que foi representado pelo seu Presidente, Eloy Natan e pelo Diretor José de Ribamar Pereira (ag. São Luís centro), o Sindicato do Rio Grande do Norte também se fez presente, representado pelo Diretor Francisco Ribeiro Lima (Chicão), que é também diretor da AFBNB. A Associação foi representada pelos diretores Assis Araújo e Dorisval de Lima, e pelo Presidente do Conselho Fiscal, Henrique Barroso. Pelo Banco participaram o Gerente do Ambiente de Gestão de Pessoas, Jean Marcel – em nome da Superintendência de Desenvolvimento Humano – Eline Macambira e Bibiana Figueiredo, gestoras no Ambiente. No encontro foram abordados vários assuntos que dizem respeito aos funcionários do Banco como questões funcionais, ponto eletrônico, passivo trabalhista, condições de trabalho nas agências, relacionamento com as entidades, convocação dos aprovados em concurso, entre  outros.


 


Na oportunidade foi entregue ao Banco a minuta de reivindicações alternativa, que é encampada pelos dois sindicatos, a qual contempla aspectos importantes da luta dos bancários, e especificamente no caso, os do BNB, que não têm amparo nas mesas oficiais, conforme enfatizaram os representantes das duas entidades. Eloy Natan comentou que o objetivo com este ato é abrir e manter o canal de negociação com o Banco sobre as questões dos trabalhadores do BNB, principalmente no processo de campanha salarial com vistas ao Acordo Coletivo, contando também com a participação fundamental da AFBNB, haja vista a sua propriedade sobre o caso e sua luta histórica em defesa dos funcionários do Baco e do próprio BNB, razão pela qual considerou coerente formular o convite para a presença da Associação. Ele citou como exemplo o caso do Banco da Amazônia (BASA), de cujo processo negocial a Associação semelhante (AEBA) participa em parceria com o sindicato do Maranhão, experiência que tem sido exitosa e salutar para os processos. 


 


José Ribamar, diretor do sindicato do Maranhão, enfatizou que a AFBNB lida cotidianamente com os funcionários do Banco em todas as localidades, mantém uma luta permanente, cotidiana, e tem contribuído de forma essencial para os processos no BNB, sobretudo a luta pelo fortalecimento do Banco – inclusive se manifestando e agindo contra medidas que pode afetá-lo, a exemplo da PEC 87/2015 – não tendo qualquer razão de ser ou justificativa para atitudes que apontem na retaliação e perseguição a essa entidade. Daí porque o reconhecimento do sindicato sobre a necessidade do seu reconhecimento e da sua valorização.


 


Os dirigentes da AFBNB registraram que a entidade procura se fazer presente nos diversos momentos e fóruns da luta dos funcionários do Banco, e que o faz em parceria com os sindicatos sempre que estes adotam comportamento coerente neste sentido: a reconhecem e valorizam a sua história de luta, citando algumas iniciativas em diversos estados. Na oportunidade mais uma vez externaram o desacordo com a medida burocrática da sua exclusão dos processos coletivos de negociação após 25 anos, bem como as medidas temerárias e autoritárias de retaliação e perseguição com o corte das liberações para o cumprimento do mandato e também o fim das contribuições em folha de pagamento, conquistas mantidas por liminar na justiça e por insistência da Contec no seu Acordo no ano passado, respectivamente.“O Banco não tem qualquer motivo para manter tal política, a qual soou como ato articulado, e pode reverter por ocasião do acordo coletivo a ser assinado agora, haja vista as cláusulas constarem da minuta a ser negociada com a Contec”, asseveraram os dirigentes da AFBNB.


 


Os diretores da AFBNB enfatizaram junto ao Banco a importância em buscar solução para as questões específicas que são levadas à instituição, por exemplo, por meio de ofícios encaminhados pela Associação, que funciona como uma verdadeira caixa de ressonância daquilo que aflige os trabalhadores do Banco. Ao encaminhar um ofício, no entanto, não só a AFBNB mas todos os seus representados esperam que alguma medida seja tomada pelo BNB no sentido de solucionar o problema, bem como que seja dado o devido retorno à entidade.


 


Além dos pontos da campanha salarial, os dirigentes das entidades representativas abordaram algumas questões pontuais que têm afetado a vida dos trabalhadores do BNB, como a extrapolação das horas de trabalho sem o devido pagamento, citando como exemplo Currais Novos (RN) – recentemente visitada por diretores da AFBNB e do Sindicato, devido ao ponto eletrônico com trava não ser ainda uma realidade no BNB, conforme pontuou o diretor Chicão. Eloi Natan criticou a exigência do parecer gerencial nas concorrências, tendo endossado o pedido pela sua exclusão conforme já formulado pela AFBNB ou que pelo menos seja suspenso até que o assunto seja discutido na mesa de negociação. Ele lembrou que já foi o Sindicato já encaminhou ofício ao Banco nesse sentido. Os diretores do Sindicato do Maranhão cobraram a reversão das faltas computadas aos funcionários da agência de Bacabal, fechada por dois dias com o apoio do Sindicato devido a não condição de funcionamento diante da falta de ar condicionado, dentre outras questões. Quanto ao ponto eletrônico, o Banco informou que já estaria sendo implantado em algumas unidades do Passaré com travamento ao final do expediente e que até o final do ano estará instalado em todo o Banco. 


 


Sobre o passivo trabalhista da licença prêmio da base do Maranhão, Eloi registrou que está marcada audiência de execução no próximo dia 25, em São Luiz (MA). O Banco informou que vai participar e que está disposto a resolver essa questão o mais breve possível, assim como as demais ações coletivas. Ao final, os diretores da AFBNB reiteraram o pedido de suspensão das parcelas do CDC, conforme ofício já encaminhado pela entidade ao Banco, em atenção à demanda da base. Os representantes do Banco informaram que o assunto que já foi encaminhado para apreciação da diretoria e que em breve dará retorno.


Source: Notícias – 500

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome