Comando discutiu com Fenaban retorno do teletrabalho

34
 

Na tarde desta segunda-feira (29/11), o Comando Nacional dos Bancários se reuniu com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) para discutir o retorno dos trabalhadores que estão em home office. Sem considerar os riscos para os empregados que têm comorbidades dentro das agências, alguns bancos já convocaram os funcionários para retornar às unidades e demais locais de trabalho.

Por conta disso, o Comando reforçou que é totalmente contra o retorno da parcela da categoria que tem comorbidade. Reivindicou que até o final de dezembro o tema continue sendo discutido e que nenhum banco continue convocando os trabalhadores, diante de tudo que está acontecendo no mundo com a pandemia, inclusive com o surgimento de novas variantes.

Reuniao Comando fenaban trabalho presencial 1378a

Uma pesquisa sobre as sequelas da Covid, realizada pela Unicamp, deve ser apresentada na próxima semana. Os representantes dos bancários querem que a Fenaban reflita sobre esse tipo de atitude. O risco de contaminação ainda está elevado e as pessoas ainda precisam tomar cuidado. Os funcionários que se sentirem prejudicados com a convocação dos bancos que estão implementando o retorno ao trabalho presencial devem procurar os sindicatos.

Na ocasião, foi cobrada a manutenção das medidas protetivas nas agências, como aconteceu em 2020, no início da pandemia, a exemplo do uso dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e todo controle para diminuir as chances de contaminação. Outro debate feito foi sobre o fato de algumas prefeituras que têm decreto liberando o uso das máscaras.

“Nós somos contrários. Onde ocorrer isso queremos que os bancos intervenham para que dentro das agências as pessoas possam garantir a segurança usando os equipamentos, mantendo o distanciamento e usando máscara. Os sindicatos devem também tomar algumas medidas em direção contrária ao posicionamento do poder público. Queremos trabalhar de forma segura”, afirmou o presidente da Federação da Bahia e Sergipe, Hermelino Neto, durante a reunião. O diretor do Sindicato dos Bancários da Bahia, Fabio Ledo, também participou.

Reclamações
De forma justa, os bancários que estão trabalhando presencial têm reclamado muito da sobrecarga de trabalho e adoecimento e o Comando cobrou da Fenaban mais contratações. A reivindicação é que nenhum trabalhador do grupo de risco esteja dentro das agências. O problema será solucionado através de novas contratações e concurso público, no caso dos públicos.

Em uma atitude assediadora, alguns bancos estão mandando os funcionários em home office teletrabalho ou com algum tipo de comorbidade procurarem o INSS para se afastar quando, na verdade, deveriam ampliar o teletrabalho.

VA E VR
Na reunião desta segunda-feira (29/11), também trataram sobre os ataques aos vales alimentação e refeição dos bancários. Os funcionários estão preocupados, mas a CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) garante o pagamento do VR e do VA da categoria. O movimento sindical segue trabalhando para derrubar o decreto 10.854, enquanto o governo Bolsonaro trama todos os dias contra os trabalhadores. Apesar da intenção de atacar as conquistas e direitos, a luta para derrotar as ameaças à classe trabalhadora será mantida.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome