Descanso dos bancários é ameaçado novamente

27

De novo, o descanso dos bancários é ameaçado para beneficiar ainda mais o sistema financeiro. O relatório favorável à liberação da abertura das agências aos sábados e domingos deve ser apresentado nesta quinta-feira (02/12), na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados.

O PL aumenta ainda mais a sobrecarrega de trabalho da categoria, que já está doente por conta de tanta pressão e assédio moral. Sem parar um dia sequer durante a pandemia de Covid-19, os trabalhadores correram e ainda correm risco de contaminação e são desvalorizados.

 

O presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, destaca que a situação está bem difícil, mas “estamos reunindo com parlamentares aliados para tentar barrar mais esse ataque aos nossos direitos. Toda semana a bancada do governo tenta algo contra os trabalhadores. Isso reforça a importância de elegermos deputados federais ligados às nossas causas, para barrar esses absurdos”.

Na prática, a apresentação do relatório do deputado Fábio Ramalho (MDB/MG), indicando a aprovação do Projeto de Lei 1043/2019, é mais um ataque à jornada de trabalho dos bancários. O PLS 203/2017 também foi uma das formas de ameaças ao descanso da categoria, assim como a MP 881/2019 e a MP 905/2019, encaminhadas pelo governo Bolsonaro, mas foram derrotadas pela pressão dos trabalhadores e sindicatos.

Indignação
Para mostrar indignação, os bancários e a sociedade podem acessar o link https://forms.camara.leg.br/ex/enquetes/2192746, no site da Câmara dos Deputados, se cadastrar e clicar em ‘discordo totalmente’. Ainda podem mandar e-mail e ligar para o relator do projeto mostrando insatisfação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome