Defesa do BNB e luta contra a MP 1052 são prioridades do 27º CFBNB

7
A defesa do Banco do Nordeste do Brasil contra os ataques do governo Bolsonaro foi o principal tema em debate no 27º Congresso Nacional dos Funcionários do BNB. Realizado na sexta-feira e sábado (6 e 7/8), por videoconferência, o evento reuniu 74 delegados e delegadas, sendo 24 da Bahia e Sergipe.

27 encontro do bnb aaa63

A abertura conjunta com os demais bancos públicos aconteceu na noite de sexta-feira. No sábado, os debates específicos começaram com a exposição da deputada federal Erika Kokay (PT/DF) sobre a conjuntura, abordando, principalmente, os ataques às empresas públicas, que estão sendo enfraquecidas para privilegiar o capital privado.

Em seguida, o professor, economista e ex-deputado constituinte Firmo Fernandes de Castro falou sobre os impactos da Medida Provisória 1052 sobre o BNB e a economia regional. Ele participou da Assembleia Nacional Constituinte que criou os fundos constitucionais, em 1988. Firmo fez uma retrospectiva sobre a criação dos fundos e criticou a MP 1052, que pode significar o fim dos bancos regionais.

A exposição final coube à economista e técnica do Dieese Viviam Machado que analisou o balanço do BNB, abordando a concessão de crédito e o emprego bancário.

Resoluções

Na plenária final, os delegados e delegadas aprovaram uma moção de repúdio ao governo federal e à MP 1052 e uma moção de defesa do BNB.

O 27ºCFBNB aprovou também as seguintes resoluções e encaminhamentos: luta contra a MP 1052/21; realização de audiências públicas em defesa do BNB e contra a MP 1052; realização de seminário sobre teletrabalho no pós-pandemia; Fora Bolsonaro; vacina para todos; contra a política econômica de Guedes e Bolsonaro; contra o desmonte das estatais; defesa do emprego e da saúde; mais segurança; contra as metas abusivas e os descomissionamentos arbitrários; defesa da Camed e Capef; reconhecimento da Covid como doença ocupacional; defesa do AgroAmigo e CrediAmigo dentro do BNB; isonomia de tratamento do programa Promova-se; dia de luta em defesa do BNB e plano de mobilização com participação dos delegados sindicais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome