Drama Yanomami: antigo vício da caserna

81

O drama humanitário dos yanomamis é uma tragédia fabricada na caserna, conforme demonstra a jornalista Carla Jimenez, em boa matéria publicada no The Intercept Brasil. Ela diz que ficou aterrorizada com as imagens e lembra que os militares nunca gostaram de índio.

“A ditadura militar foi pródiga em dizimar indígenas em nome do ‘progresso’ – o bolsonarismo foi só sua extensão. Há relatos de militares que enriqueceram no passado com o desenvolvimento econômico a qualquer custo, comprando terras na Amazônia a preço de banana”.

A intenção é justamente esta, ou seja, usar a força para afugentar os povos originários, tomar as terras e depois falsificar escrituras. “Há milhares de indígenas e quilombolas mortos silenciosamente pelos governos militares que não são contabilizados pela história oficial”.

Bolsonaro, nos quatro anos de governo, falou a língua da caserna e repetiu velhos vícios dos militares no Brasil, formados para atender a metrópole e reprimir o povo. “No imaginário brasileiro, os militares são heróis e os indígenas esquecidos”, afirma Carla Jimenez.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome