Fenaban se recusa a melhorar protocolos na pandemia

25

Apesar dos bilhões em lucro, bancos se recusam a resguardar a saúde de bancários e clientes.

26/01/2022 às 13:32
Ascom/SEEB-MA

Em reunião com a Fenaban nessa segunda-feira (24/01), o SEEB-MA cobrou a adoção de protocolos sanitários mais rígidos nas agências bancárias do Maranhão.

“Esse encontro foi necessário, pois os casos de Covid-19 estão explodindo no Brasil, devido ao negacionismo do Governo Bolsonaro, que até hoje atrapalha a vacinação, contribuindo com o aumento da contaminação pelo coronavírus. Infelizmente, os banqueiros também não têm mostrado interesse em melhorar as condições sanitárias, de trabalho e de atendimento ao público” – afirmou o diretor do SEEB-MA, Rodolfo Cutrim.

Mesmo assim, sempre em defesa da categoria e da população, o Sindicato cobrou a diminuição do horário de atendimento nas agências e a suspensão das visitas presenciais a clientes.

“Percebe-se que os bancos baixaram a guarda quanto às medidas de segurança contra a Covid-19, em especial, a Caixa e o Banco do Brasil, que não sanitizam os locais de trabalho, mesmo com a confirmação de bancários contaminados pelo coronavírus em suas agências. Isso é um absurdo” – criticou o presidente do SEEB-MA, Dielson Rodrigues.

Em resposta, a Fenaban reconheceu que o Brasil está próximo de um novo pico da pandemia, mostrou ciência sobre a situação das agências, porém – apesar da gravidade das denúncias – não apresentou ações concretas para preservar a saúde dos bancários, clientes e usuários.

Greve Sanitária

“Medidas simples, como disponibilização de máscaras para os trabalhadores e a sanitização de ambientes, foram ignoradas pelos bilionários banqueiros desse país durante a reunião. Logo, diante da omissão da Fenaban e do negacionismo do Governo Bolsonaro, não resta alternativa aos bancários a não ser organizar uma GREVE GERAL SANITÁRIA, a fim de conquistar o que nos é mais valioso, a proteção de nossas vidas e a de nossos familiares. Vamos à luta” – finalizou o diretor Rodolfo Cutrim.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome