FNE é tema de cartilha produzida pela AFBNB

222

A luta pela conquista do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste  (FNE) faz parte do DNA da Associação dos Funcionários do BNB (AFBNB). Desde a sua criação, em fevereiro de 1986, a entidade tem se inserido nos debates sobre a importância e a necessidade de o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) contar com novos fundings; com recursos não contingenciados no orçamento da União, mas sim assegurados na Constituição Federal.

Nessa perspectiva, a Associação foi protagonista de campanhas, debates, manifestações públicas e outras mobilizações. Essa movimentação se deu – e se dá – em interlocução com as bancadas parlamentares, principalmente as das regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste, com entidades parceiras a exemplo da Associação dos Empregados do Banco da Amazônia (AEBA) e o apoio da população por meio de um abaixo-assinado com mais de 40 mil assinaturas, luta fundamental que possibilitou inserir na Constituição de 1988 o artigo que criou os Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte (FNO), Centro-Oeste (FCO) e Nordeste (FNE).

De lá pra cá, foram inúmeros os momentos em que o FNE esteve na berlinda, sob constantes ameaças. Em todos as situações a AFBNB esteve e está presente, atenta, firme e atuante, dialogando com diferentes setores, fazendo o contraponto necessário para não só defender, mas sobretudo fortalecer o Fundo e o próprio BNB – instituição responsável por gerir e aplicar os recursos.

Parte dessa história está sistematizada na cartilha produzida pela AFBNB “FNE- instrumento imprescindível para o desenvolvimento sustentável do Nordeste”, que traz registros dessa trajetória e os desafios para a defesa da manutenção dos Fundos Constitucionais, com ênfase para o FNE. Relembrar essa trajetória é reafirmar a relevância do engajamento dos trabalhadores do BNB e da sociedade brasileira na luta pela construção de uma narrativa de desenvolvimento pleno, sustentável, com respeito ao meio ambiente, ao ser humano e à própria vida.

A AFBNB seguirá firme na luta em prol de um FNE forte e gerido pelo BNB.

Veja a cartilha aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome