Mobilização contra privatização das empresas públicas

31

O patrimônio nacional continua ameaçado pelo governo Bolsonaro. Para defende-lo, a campanha Parem de vender o Brasil segue a todo vapor alertando trabalhadores e sociedade para os prejuízos que a privatização das estatais podem trazer ao país.  O movimento sindical está mobilizado no enfrentamento contra os ataques a todas empresas públicas, principalmente os bancos.

Com uma política entreguista desde o início, a equipe econômica do governo deixa claro sempre que pode a intenção de vender tudo. Os discursos do ministro Paulo Guedes, dos presidentes do Banco do Brasil e da Caixa, Rubem Novaes e Pedro Guimarães, respectivamente, endossam.

Por isto, uma das principais iniciativas da campanha é o apoio ao Projeto de Lei 2715, que suspende as privatizações até 2022. O PL tem o intuito de impedir o avanço do entreguismo do governo Bolsonaro durante a pandemia de Covid-19, propondo a suspensão das privatizações até um ano após o fim do estado de calamidade pública.

Além de prejudicar a população, pois a estatais exercem papel essencial no desenvolvimento do país e a venda pode ocasionar na desvalorização das empresas diante da pandemia. Os representantes dos trabalhadores reforçam a necessidade de mobilização para a aprovação do PL 2715/2020. Inclusive, uma enquete está em curso no site da Câmara Federal para pressionar os deputados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome