Proposta específica do BNB: "Tá querendo me enganar, é?" – Contra penduricalhos, rejeição e greve!

308



Encerrou-se  há pouco a negociação específica no BNB. Embora os problemas sejam muitos e de diferentes gravidade e complexidade, o Banco se deteve em questões que sequer deveriam constar como proposta de tão inócuas que são para efeito de celebração de Acordo Coletivo de trabalho. Exemplo: assinar termo de adesão ao acordo de prevenção e conflito no ambiente de trabalho, da Fenaban.


Mesmo pontos defendidos pela Associação, como a efetivação de quem fica ad infinitum em substituição, ficou capenga e totalmente fora do que é reivindicado. A exemplo da efetivação de quem substitui a função de caixa por muito tempo, o Banco propõe “Identificar, em 30 dias após a assinatura do ACT, unidades com caixas em substituição prolongada e aguardar 60 dias para abertura de concorrência”. Ora, se o funcionário substitui há muito tempo, não estaria apto a ser efetivado? Diz a prudência que sim.


Propostas que nada têm a ver com avanços, muito menos conquistas “adiar por 3 meses o pagamento das parcelas do CDC” e que inclusive já tinham sido reivindicadas pela AFBNB por meio de ofício e já aprovadas, mostram que ou o Banco esqueceu da decisão já tomada ou está de brincadeira com seus interlocutores e com a sua base. Essa proposta indecorosa não merece nem ser levada para as assembleias. A comissão que negocia tem a obrigação de rejeitar na mesa.


 Não vamos entrar no mérito das propostas uma a uma. Não vale a pena de tão inadequadas que são. O que vale é dizer que questões de fundo, essenciais, que sim, são de natureza das negociações, que movem os trabalhadores – PCR defasado, cheio de inconsistências; falta de pessoal nas agências; problemas na Camed e na Capef (saúde e previdência); falta de isonomia, novos postos de trabalho, entre várias outras… – continuam sem resposta e sendo jogadas mais uma vez pra baixo do tapete.


Diante disso, e para mostrar que o trabalhador não está brincando quando decide fazer greve – e greve forte – é que a AFBNB se manifesta pela rejeição, haja vista a proposta só pelo índice rebaixado já ser digna disso, também por esses motivos. Nesse sentido, a Associação faz uma chamada aos trabalhadores que se encontram na luta para comparecerem às assembleias convocadas pelos seus sindicatos, bem como faz um apelo aos funcionários que ainda não  compreenderam a importância da greve, não tendo aderido ao movimento, a não se fazerem presentes e ter a dignidade de compreender que os rumos da greve são definidos por quem está na luta, não deixando-se assim serem instrumentalizados pelo descaso do Banco para com o conjunto de seus trabalhadores. Assim, uma vez mantida a greve, estes devem refletir, se somar aos demais e aderirem ao movimento  para que de forma coesa se possa avançar e obter conquistas de fato.


Todos às assembleias!



Source: Notícias – 500

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome