Sindicato na Justiça pela PLR no BNB

253


Os funcionários do BNB estão fartos com os descasos da direção do banco. Tendo em vista descumprimento da CCT (Convenção Coletiva do Trabalho), o Sindicato dos Bancários da Bahia protocolou ação judicial no TRT-BA (Tribunal Regional do Trabalho), nesta segunda-feira (30/11), solicitando o pagamento imediato da antecipação da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) referente a 2015.  


 


Ao mesmo tempo, reconhecendo a urgência da resolução, o Sindicato fez o pedido de liminar, através de tutela antecipada, para que a Justiça seja feita em tempo hábil. A antecipação paga pela instituição financeira foi de R$ 680,78, a menor parcela de todos os tempos. Segundo o banco, o valor corresponde a PLR Social. 


 


No crédito, falta a regra básica da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) – que corresponde a 54% do salário, mais parte fixa de R$ 1.213,07, limitado a R$ 6.507,55 e ao teto de 12,8% do lucro líquido do primeiro semestre, o que ocorrer primeiro.   


 


Entre janeiro e junho de 2015, o BNB obteve ganho de R$ 158,4 milhões. Portanto, a menor PLR a ser recebida pelos funcionários seria de R$ 4 mil. 


Source: Notícias – 500

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome