Tributação de lucros e dividendos beneficia mais ricos

13

Grupo composto por mais de 120 entidades do setor empresarial não está contente com a possibilidade da tributação sobre lucros e dividendos, com alíquota de 20%, e a isenção em até R$ 20 mil por mês para micro e pequenas empresas. De acordo com os empresários, o novo imposto seria um aumento da carga tributária sobre as empresas. Mas, na verdade, seria a correção de distorção histórica. 

O Brasil não cobra imposto sobre a retirada dos empresários ou dos aplicadores sobre os investimentos desde 2016. Mesmo com tantos benefícios, os mais ricos cobraram alterações na proposta através de carta enviada ao presidente da Câmara de Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Sempre beneficiando quem tem mais dinheiro em detrimento da população mais carente, a equipe econômica do governo Bolsonaro propõe reduzir gradualmente o IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica) de 15% para 10%. Quanto mais rica for a pessoa, maior é a renda que permanece isenta de tributação.

Hoje, a maioria dos impostos incide sobre o consumo, o que faz com que os mais pobres paguem mais proporcionalmente. No entanto, informações das declarações de um grupo de 3 mil bilionários e milionários que possuem renda de R$ 150 bilhões anuais, R$ 93 bilhões são isentos. A conta nunca fecha.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome