30 dias de greve: NEGOCIA, BNB!

240



 


Com a negociação marcada para esta quarta (5) com a Fenaban, bancários esperam que seja apresentada proposta digna. Caso contrário, a greve será intensificada em todo Brasil


 


As conquistas advindas da greve são de natureza geral da categoria e também específicas de cada banco. No BNB, por exemplo, os funcionários sofrem uma verdadeira “via crucis” há anos, com demandas justas, na busca por valorização e reconhecimento pelo trabalho que desenvolvem em prol da instituição e da própria sociedade, haja vista a missão institucional e o papel social que o Banco cumpre.


 


Na noite desta terça (04), a Fenaban chamou o comando nacional para a negociação que acontece às 17 horas de hoje, em São Paulo (capital). O bancários exigem que seja apresentada proposta justa para que assim possam analisar e, a depender do teor, finalizar a paralisação. Caso contrário, a greve será instensificada.


 


A AFBNB reitera que a Diretoria do BNB tem o dever de dar essa satisfação aos seus trabalhadores; de assumir o protagonismo urgentemente nas negociações específicas, e assim romper o silêncio que lamentavelmente tem sido a marca do Banco não só agora, mas em todas as greves, ao se escudar na       Fenaban, entidade que tem a propriedade de negociar as demandas dos Bancos privados. É obrigação do BNB negociar as demandas específicas de seus funcionários de maneira positiva já!


 


A luta no BNB é pelo fortalecimento do Banco, reposição das perdas salariais, reformulação do plano de cargos e remuneração (PCR), isonomia de tratamento, fim do trabalho gratuito e convocação dos aprovados no concurso, melhores condições de trabalho principalmente nas agências, mais segurança, dignidade previdenciária e de saúde, por uma política de RH com transparência e isonomia, dentre várias outras bandeiras. Neste intuito é fundamental que todos permaneçam mobilizados, solidários na greve e participem das atividades convocadas pelos sindicatos da categoria. 


 


Source: Notícias – 300

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome