“A reforma administrativa não é algo isolado; está ligada com todo o projeto neoliberal de redução do estado”, afirma presidente da AFBNB em audiência pública da Câmara Federal

74

A diretora-presidente da Associação dos Funcionários do BNB (AFBNB), Rita Josina Feitosa da Silva, participou na tarde da última terça-feira (25 de maio) de audiência pública interativa com o tema “Reforma Administrativa e suas Repercussões nos Serviços Pública”, a convite da Comissão de Legislação Participativa da Câmara Federal.

Rita reiterou o quão imprópria é a discussão da reforma administrativa no atual momento, lembrando o número de mortos por covid no Brasil e a falta de comando que o país enfrenta na pandemia: “A reforma administrativa é muito injusta porque ela acontece no momento em que deveríamos estar concentrando nossas forças em defesa da vida, em defesa de uma ampla campanha de vacinação, da imunização coletiva e de condições objetivas para que o país pudesse estar numa situação de enfrentamento mais confortável”, afirmou.

A diretora ressaltou a amplitude do assunto, que não se limita aos prejuízos causados aos servidores públicos mas impacta todo o país. “A reforma não é algo isolado mas está ligada com todo o projeto neoliberal de redução do estado e de potencialização de uma estratégia que só fortalece os grandes e que tem por trás todo uma maximização dos lucros. A gente sabe quem sai ganhando e quem sai perdendo e os trabalhadores são sempre os que pagam a conta”.

Ela lamentou o retrocesso do Estado brasileiro nas políticas públicas, pontuando o caso específico da questão regional, com os constantes ataques ao FNE e consequentemente ao Banco do Nordeste e sua área de atuação, citando o mais recente deles: a MP 1052/2021, que altera a taxa de administração e o del credere dos bancos regionais inviabilizando, se aprovada, toda uma estratégia de ação voltada ao desenvolvimento do Banco do Nordeste.

A dirigente da AFBNB destacou ainda a Comissão de Legislação Participativa enquanto importante espaço de participação da sociedade civil, e a boa interlocução da AFBNB com a Comissão, tendo a Associação já apresentado inúmeras sugestões sempre com o intuito de contribuir pra debates relevantes para a sociedade.

Além de Rita Josina, a audiência contou com a presença de parlamentares e dos debatedores Heleno Araújo (Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), Fausto Augusto Júnior (Diretor Técnico do DIEESE), José Maria Moreira Castro (Coordenador-geral da Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras) e George Alex Lima de Souza (Diretor Parlamentar do Sindifisco Nacional).

A audiência pode ser assistida em https://edemocracia.camara.leg.br/audiencias/sala/1916

Participação em outras audiências

Em abril, a AFBNB participou de outras audiências: no dia 22 de abril, representada pelo diretor de comunicação Dorisval de Lima, a Associação atendeu a convite do Deputado Federal Zé Ricardo (PT/AM) e foi debatedora na audiência pública “Em defesa dos Correios e contra sua Privatização – os impactos no Amazonas” e no dia 27 do mesmo mês participou, também representada pelo diretor Dorisval de Lima, da Mesa Redonda destinada a ouvir as “Demandas da Sociedade Civil Organizada para o Ano de 2021”, a convite da Comissão de Legislação Participativa da Câmara Federal.

Confira trechos da fala de Rita Josina aqui (colocar trecho)

Rita Josina Parte 1

Rita Josina parte 2

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome