Bancos travam crédito para as pequenas empresas

11

O governo Bolsonaro não está nem aí para os brasileiros. Além de tratar com total descaso a pior crise sanitária que o país já passou, ignora as necessidades do povo e das pequenas empresas. Os bancos que poderiam ajudar com a oferta de crédito ainda recusam, complicando a vida do cidadão. Tudo com o aval da União.

Entre os mais atingidos estão os micros e pequenos empreendedores. No Brasil, há 9,8 milhões de MEIs (Microempreendedores Individuais), 6,6 milhões de microempresas e 900 mil empresas de pequeno porte. A maioria depende das próprias vendas para ter um capital de giro.

Pesquisa da FGV (Fundação Getúlio Vargas) estima uma perda de 49% a 65% do faturamento das empresas, que, para repor os prejuízos, precisam de cerca de R$ 472 bilhões em crédito.

Sem intervenção do governo, os bancos vão continuar acumulando lucros cada vez mais altos e travando o acesso ao crédito para micros e pequenas empresas.

1 COMENTÁRIO

  1. Os bancos públicos deveriam oferecer crédito com juros mais baixos e com mais facilidades para os pequenos. Pena que o governo é comprometido com aqueles que fazem os banco privados (responsáveis por grandes doações de campanhas).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome