Nota contra a abertura das agências da Caixa sábado

19

É com muita preocupação que as entidades representativas dos empregados da Caixa na Bahia recebem a informação de que cerca de 700 agências do banco – a maior parte nas regiões Norte e Nordeste – vão abrir neste sábado (25/04), depois de já terem funcionado no feriado de 21 de abril, para atendimento às pessoas cadastradas no auxílio emergencial do governo federal.

A direção da empresa argumenta que a medida é necessária para dar vazão às demandas do benefício em função da pandemia da Covid-19. Mas, no entendimento das entidades representativas, a justificativa não se sustenta. Os empregados trabalham atualmente sob forte pressão, muito sobrecarregados. Em muitas unidades, não há segurança, nem mesmo condições adequadas para proteger a saúde de bancários e clientes.

Para as entidades, um dos problemas enfrentados está na divulgação. Muitas pessoas que hoje vão às agências não precisavam estar lá, se houvesse uma ampla campanha de esclarecimento à população sobre quem tem direito e como acessar a renda básica emergencial. Não basta fazer propaganda na emissoras de rádio e TV. É preciso também ir às comunidades, com carros de som.

Outro nó é a falta de medidas efetivas capazes de evitar as aglomerações na frente das unidades diariamente. Sem um controle nas filas, os tumultos são frequentes, expondo ainda mais os empregados e elevando o nível de estresse diante do caos gerado.

Os bancários têm consciência da importância do seu trabalho. Mas, para prestar um serviço de qualidade, precisam do suporte efetivo da empresa, de repouso no fim de semana para enfrentar a rotina pesada a partir da segunda-feira e não de mais trabalho no dia que têm para descansar da sobrecarga semanal.

Sindicato dos Bancários da Bahia
AGECEF/BA (Associação de Gestores da Caixa)
APCEF/BA (Associação do Pessoal da Caixa)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome