Em defesa da Vida! Diante de mais casos de Covid no BNB, Associação reitera demanda por medidas preventivas

667

Embora já tenha feito a abordagem por ofício, nota e em reunião junto à administração do BNB, a AFBNB se manifesta mais uma vez contrária à decisão do Banco em retornar ao trabalho presencial os funcionários que receberam a 2ª dose da vacina, os quais se encontram no regime de teletrabalho monitorado.

A Associação se pauta pelo que preconizam especialistas da área de saúde de que não há segurança integral quanto à imunização plena numa realidade em que não ocorre vacinação em massa, como é o caso do Brasil, em que apenas 8,8% da população foi contemplada com a segunda dose da vacina até o momento, apesar de ter iniciado no mês de Janeiro último; que a condição para tal só será possível pela vacinação comunitária, o que só deve ocorrer com pelo menos 70% da população devidamente imunizada, para se ter a condição ideal de achatamento da cadeia de contaminação.

Pelos indicadores, o Brasil está bem distante dessa marca, infelizmente. Dessa forma, a AFBNB encaminhou na tarde de hoje (dia 14/5) mais um ofício com as referidas fundamentações, inclusive com o registro de mais ocorrências no âmbito do BNB, por demais preocupantes, como lamentavelmente ocorre na agência de Piripiri(PI), em que 19 trabalhadores se encontram acometidos. A esses, assim como aos demais trabalhadores e familiares, manifestamos solidariedade, ao tempo em que estimamos breve restabelecimento e saúde plena. Veja abaixo o ofício na íntegra e aqui a reedição de matéria anterior acerca do assunto.

 

Fortaleza-CE, 14 de maio de 2021.

Ao Senhor
Romildo Carneiro Rolim
Presidente
Banco do Nordeste do Brasil
Nesta

Assunto: Pandemia – Manutenção do teletrabalho e medidas protetivas

Prezado Presidente,

Como é do conhecimento de todos, a cadeia de contágio do novo Coronavírus continua a passos céleres. Infelizmente, a realidade da não-vacinação em massa – apenas 8,8% da população foi imunizada integralmente até o momento, em que pese o processo ter iniciado em janeiro último – tem proporcionado o aumento da contaminação, sobretudo pela variação do vírus, com novas cepas que se manifestam cada vez mais agressivas. Logo, é uma realidade preocupante que exige a manutenção das medidas preventivas e de combate à moléstia.

Diferentemente de relaxamento ou flexibilização, mais do que nunca urge intensificar as ações de preservação das vidas e a redução da cadeia de contaminação. É exatamente o que a AFBNB tem fundamentado junto à gestão do BNB no sentido de resguardar as vidas, em reafirmação à iniciativa adotada desde o nascedouro do problema.  Daí a razão de ser e a coerência da Associação em pleitear ao Banco a reversão da medida do retorno ao trabalho presencial, neste momento, dos que receberam a 2ª dose da vacina, ou seja, pela manutenção do regime de teletrabalho enquanto perdurar a situação de pandemia. Isto porque a realidade ainda se apresenta grave, de alto risco, com forte elevação da cadeia de contaminação.                       

No âmbito interno do BNB, principalmente nas agências, constam registros de muitos casos de contaminação de pessoas do ambiente de trabalho (agência, Credi e AgroAmigo, Conte Comigo, contratados etc.), inclusive com reflexos nas famílias, por sequelas e até mesmo registros de óbitos, o que inevitavelmente abala sobremaneira a vida dos trabalhadores.                           

Tal situação lamentável é a constatação de uma realidade na qual é preciso intensificar as medidas de prevenção e de combate à moléstia: incidência generalizada na Unidade de Piripiri (PI) de Covid, em que 19 trabalhadores se encontram acometidos, inclusive com reflexos nos familiares, segundo os relatos que nos chegaram, situação que acreditamos ser do conhecimento de V.Sa. Esse fato, por demais preocupante e por isso mesmo alertador, reforça a fundamentação que a AFBNB tem feito, conforme ofícios já encaminhados, notas publicadas e posto em reuniões, reiterando as preocupações, bem como o pleito para a reversão da medida de convocação ao trabalho presencial neste momento.

A pandemia nos impõe desafios e, dentre esses, o cumprimento da missão do BNB na redução do fosso da desigualdade, numa conjuntura tão adversa como foi o ano de 2020, mas que conta com o empenho e compromisso dos que fazem o Banco do Nordeste do Brasil. Dessa forma, mais uma vez ponderamos para esperar mais um tempo, sem o relaxamento das medidas, para que busquemos êxito na luta pelo achatamento efetivo da cadeia de contaminação e, assim, seja possível retornar o curso normal com todos.

 Diante da presente realidade, infelizmente não tem como vislumbrar essa possiblidade com a elevação dos contingentes nas Unidades do Banco. Por estes termos, reafirmamos o que está posto no ofício encaminhado sobre essa questão, a reversão da medida pelo retorno (neste momento) ao trabalho presencial.  

A vida acima de tudo!  Vacina para todos, já!

Atenciosamente,
Rita Josina Feitosa da Silva
Diretora-Presidente

C/c: Diretoria de Administração

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome