COVID-19:  transparência nas informações, cuidados, união, empatia e solidariedade são elementos essenciais na luta pela vida!

312

A pandemia do novo Coronavírus que assola o mundo desde março do ano passado, quando foi anunciado oficialmente, tem causado efeitos devastadores no Brasil, com forte impacto agora no chamado “segundo momento da infecção”. Esses efeitos têm se avolumado pela incidência de novas variantes, o que tem colocado todas as faixas etárias sob a classificação de grande risco, haja vista o recrudescimento dos casos e do índice de letalidade. Lamentavelmente tal situação localmente decorre também da falta de uma política  coordenada nacionalmente e, sobretudo, do descaso e negligência quanto ao  processo de imunização em tempo hábil,  caracterização já exposta pela Associação em publicação anterior acerca da questão.

O Brasil terminou o ano de 2020 com a estatística de 7.675.973 casos, com 194.949 mortes.

Considerando que o primeiro registro se deu oficialmente no dia 12 de março de 2020, posta está a  maior violência da moléstia, visto que a lamentável estatística saltou para 14.200.000 casos em 2021, com 384.000 óbitos (dados do dia 22/4), em menos de quatro meses, portanto. Não diferente dos demais segmentos da sociedade, em particular os trabalhadores bancários, no âmbito do BNB tal realidade tem recrudescido, inclusive por casos de letalidade. São registros de ocorrência de trabalhadores, da ativa e aposentados, terceirizados, familiares e amigos, em acometimentos, dor e luto. A Diretoria da AFBNB reitera sentimentos de pesar pelas perdas e mais uma vez manifesta solidariedade com todos os familiares, colegas de trabalho e amigos. Assim, ratifica a sua luta no enfrentamento à pandemia, a sua inserção  no sentido de contornar problemas, principalmente pela interlocução permanente junto ao BNB (considerando as diversas instâncias de gestão e órgãos correlatos) para a adoção de medidas no intuito de mitigar a situação e preservar as vidas, em cuja perspetiva não tem medido esforços, tempo nem hora. (Reveja abaixo matérias anteriores com abordagens em torno da questão).

No mesmo sentido tem reiterado junto ao BNB a necessidade de transparência nas informações, haja vista ser um direito de todos o conhecimento sobre as ocorrências, inclusive como forma de charmar a atenção para o cumprimento dos protocolos, adoção dos cuidados e atitudes preventivas, tanto do ponto de vista pessoal, quanto, principalmente, da própria Instituição no que lhe for de competência e dever.  Por oportuno, a Associação também enfatiza a necessidade, mais do que nunca,  do espírito de coletividade que deve estar presente em nosso meio como forma de nortear o nosso comportamento.

Assim, conclama a todos à  união, empatia, solidariedade mútua, além dos cuidados pessoais e coletivos como elementos fundamentais imediatos  na luta maior pela superação desse momento difícil. A AFBNB segue cumprindo seu papel, somando às diversas frentes de luta  pela Vacina para todos, por referendar o que preconiza a Ciência de que este instrumento é a fórmula  mais eficaz para o controle definitivo da cadeia de contaminação do vírus. Sigamos firmes em luta e na esperança sempre. Todos por todos!

Veja outras matérias da AFBNB sobre assunto

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome